Vegetarianos devem se atentar aos nutrientes

Ser vegetariano no Brasil está se tornando cada vez mais comum, e o aumento na venda de produtos dessa linha subiu em 40% nos últimos anos, de acordo com dados fornecidos pelas empresas no segmento. O número acompanha o aumento de pessoas que vem aderindo a essa forma de se alimentar e números mostram que 8% dos brasileiros são vegetarianos.

Ser vegetariano, não é somente deixar de consumir produtos de origem animal, mais tem muito haver também com um estilo de vida e compromissos com a ética e bem-estar dos animais. Existe uma polêmica dentro desse assunto de que a carne, não é um alimento essencial para a saúde. A nutricionista especializada em vegetarianismo explica que “Se a dieta for feita de modo correto, a dieta vegetariana oferece todos os nutrientes necessários para oo corpo. A única exceção é a vitamina B12, que deve ser avaliada caso a caso”.

Cada dia mais a ciência mostra que reduzir ou eliminar do cardápio qualquer tipo de alimentos de origem animal traz benefícios a nossa saúde. Estudos feitos na Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostrou que quem não ingere nenhum tipo de alimento de origem animal tem menos chances de desenvolver alguns tipos de câncer e outras doenças como o entupimento das veias do coração, desde que seja uma alimentação 100% vegetariana. O nutrólogo Renato Corrêa Baena, professor da Universidade de São Paulo diz que “Os vegetarianos têm tendências a serem mais magros e apresentam menores índices de hipertensão, diabete e doenças cardiovasculares”.

Por outro lado, a dieta vegetariana pode causar carência de alguns nutrientes essenciais como o cálcio, ferro e ômega-3. Muitas pessoas que deixam de comer alimentos de origem animal, acabam consumindo alimentos industrializados, deixando de lado a alimentação correta para repor os nutrientes que contem a carne e algumas vitaminas só são encontradas em alimentos de origem animal como a carne, leite e ovos “A falta desses alimentos pode atrapalhar a memória e a concentração, gerar formigamentos nas pernas e nas mãos e provocar até anemia”, explica a nutróloga Andrea Pereira, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Outro trabalho realizado na Universidade da Califórnia, nos EUA, mostrou que 40% da população que come tanto vegetais como carne possuem carência de B12 e no caso dos vegetarianos esse número sobe para 60% e cabe a um médico avaliar a necessidade de reposição dessas vitaminas.

A carne ainda é o principal alimento que contém ferro heme e a sua absorção pelo corpo é entre 15% e 35%. Os vegetais apesar de fornecerem ferro, é um tipo de ferro não-heme e a sua absorção é de apenas de 2% a 20% e a principal consequência da falta de ingestão do ferro é a anemia.

Antes de aderir a uma dieta vegetariana, deve-se procurar também a orientação de um médico para uma orientação quanto a reposição e substituição das vitaminas que existem nos alimentos de origem animal.

Veja também: Saiba como combinar refeições e ter uma alimentação mais saudável