Outubro tem déficit na Previdência Social de 13,8 bilhões de reais

O Regime Geral da Previdência Social, registrou no mês de outubro um déficit que chega a R$ 13,8 bilhões, e que representa um aumento de 20,5% em comparação ao mesmo período de 2016. Essa diferença é resultado da arrecadação que foi de R$ 30 bilhões com despesas de R$ 44 bilhões.

Em relação a outubro do ano passado o aumento das despesas foi de 9,4%, ou seja, R$ 3,8 bilhões a mais, e na arrecadação o aumento foi de 4,9%, sendo R$ 1,4 bilhão maior.

O déficit da Previdência no acumulado do ano chegou a R$156 bilhões, um valor 21,8% maior que no ano passado. As arrecadações somaram R$ 296 bilhões e as despesas R$ 452,4 bilhões.

Os valores do déficit levam em consideração os pagamentos de sentenças judiciais, os Regimes Próprios de Previdência Social e a Compensação Previdenciária entre o INSS dos municípios e estados, além de desistências previdenciárias.

A previdência urbana no mês de outubro, sofreu um rombo de R$ 5,3 bilhões, valor que chega a ser 55,9% maior que em 2016. As arrecadações tiveram aumento de 4,5% em relação a outubro de 2016 e os gastos com o pagamento de benefícios aumentaram 10%, passando de R$ 31 bilhões para R$ 34 bilhões.

Em relação ao setor rural, o déficit apresentado foi de R$ 8,5 bilhões, com uma arrecadação de R$ 813 milhões e despesas com pagamento de benefícios que chegaram a R$ 9,3 bilhões. Uma arrecadação 21,8% superior à registrada em outubro de 2016, e a de despesas com benefícios 7% superior.

O pagamento de benefícios pela Previdência Social, chegou a R$ 34,3 milhões, sendo desse total R$ 29,6 milhões previdenciários e acidentários e o restante assistencial. Houve um aumento de 1,7% em relação ao mesmo período de 2016. As aposentadorias totalizaram R$ 19 milhões e as pensões R$ 7,7 milhões.

No mês de outubro de 2017 o valor médio pago em benefícios foi de R$ 1.315,85, um crescimento de 11% em relação a 2010. A maioria desses benefícios pagos no mês de outubro eram no valor de um salário mínimo, destinado a um contingente de 23 milhões de beneficiados diretamente.