Governo e iniciativa privada se reúnem para falar de financiamento através de debêntures

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES -, dá sinais de revisão do seu modus operandi em relação às posturas tomadas em suas políticas de administração de leilões de concessões. A estimativa é de que a reformulação da forma como os processos são conduzidos em paralelo com a queda nos juros gere um alavancar na expedição de títulos de crédito mobiliário. O banco em nota informou que irá assegurar 100% da compra de títulos de crédito emitidos através de concessão para o leilão de empreendimentos como os aeroportos de Salvador, Porto Alegre, Florianópolis e Fortaleza.

A ocasião se mostra propícia e decisiva para novas negociações, e será marcada pela realização do Debêntures de Infraestrutura Summit 2017, no dia 8 do mês que vem em São Paulo/SP. O evento que será voltado ao mundo corporativo, tratará acerca de assuntos pertinentes e de considerável relevância para o setor. Dentre as temáticas alvo do evento, há destaque para as projeções do quadro de oportunidades na área para os próximos anos. Um olhar detalhado das mudanças observadas e um levantamento das experiências obtidas com as operações de emissões de título de crédito feitas anteriormente pelo mercado, também será encontrado no decorrer do evento.

Outro importante dado sobre a forma como se comportarão as debêntures após os métodos de incentivo no mercado, será exposto durante a programação. Há potencial para movimentação de bilhões de reais em empreendimentos nos mais variados setores, como radiodifusão, irrigação, saneamento básico, mobilidade urbana, transporte, energia, telecomunicações e logística e transporte.

Os participantes do evento poderão acessar os dados levantados e a pesquisa que aponta as projeções dos fundos de título de crédito incentivados. Além da forma como estão sendo conduzidas as negociações para possíveis e eventuais possibilidades de geração de títulos de crédito em moeda americana, os presentes também ficarão à par de um estudo causal da CTEEP – Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista – acerca do processo de geração e os problemas e soluções desenvolvidos pelo grupo em detalhes.

Durante a palestra ministrada no local, serão apresentados dados do parecer regulatório cabível às ofertas de interesse público. A avaliação da lei de número 12.431 de 2011 em seus 5 anos, bem como o conjunto de regras que regem a legislação tributária serão abordados.