Flavio Maluf noticia pesquisa sobre o tempo que uma startup leva para se firmar

Ao ter uma grande ideia de negócio e decidir colocá-la em prática, todo empreendedor começa a viver momentos de ansiedade na espera pela consolidação da sua empresa. No entanto, como informa Flavio Maluf, executivo brasileiro que preside as empresas Eucatex, no caso das startups, o tempo necessário para que o empreendimento se firme no mercado é, em média, de 11 meses. Ou seja, o empreendedor precisa ter uma boa dose de paciência para começar a ver sua ideia render frutos.

O dado mencionado acima foi obtido através de um levantamento realizado pela iugu, que é uma empresa de automação financeira. A pesquisa teve a participação de 500 startups, sendo que este total foi dividido em 32 grupos de acordo com algumas similaridades.

É importante destacar também que a análise leva em conta apenas startups que vendem para outras empresas, ou seja, que atuam no modelo B2B, além de incluir, para fins do resultado geral, a métrica responsável por apresentar a retenção de clientes. Isso significa que, se no período levado em consideração pelo levantamento, uma das empresas participantes conquistou nove clientes, mas teve três baixas, o cálculo considera apenas seis clientes, reporta o empresário Flavio Maluf.

A partir disso, a empresa responsável pela pesquisa considerou, com base em um dado histórico (da própria iugu) que aponta que uma startup consegue faturar aproximadamente 20 mil reais mensalmente se tiver 100 clientes pagantes, que o número de clientes necessários para o negócio ser dado como consolidado no mercado seria 100. Isso porque, com um faturamento de R$ 20 mil por mês, na maioria dos casos, uma startup consegue manter sua atuação.

Desse modo, como noticia Flavio Maluf, para saber quanto tempo uma dessas pequenas empresas inovadoras leva para se consolidar no mercado, bastou descobrir qual foi o período necessário, em média, para que as startups que obtiveram esse êxito conseguissem chegar a marca de 100 clientes pagantes pelo seu produto ou serviço.

E, segundo os dados da iugu, levando em conta as 500 empresas participantes do levantamento, uma startup atinge a quantidade de 100 clientes pagantes dentro da variação de seis a quatorze meses de acordo com o seu segmento de atuação, sendo que a média de todas as empresas é de onze meses. Flavio Maluf ressalta ainda que ficou constatado também que são raros os casos em que as startups se firmam no mercado em menos de cinco ou mais de vinte meses.

A empresa de automação financeira conseguiu detectar ainda que apenas 4,5% de cada três mil startups que são abertas conseguem chegar ao total de 100 clientes pagantes. Em relação a esse dado, Flavio Maluf cita que, segundo Patrick Negri, que é co-fundador da iugu, o fator tempo é determinante. Desse modo, caso o negócio demore muito para conseguir ter um faturamento que lhe permita manter suas atividades, o empreendedor começa a ter muitas dificuldades para permanecer no mercado. Ou seja, é necessário reavaliar a ideia (o planejamento e a execução) para determinar se vale a pena insistir ou é mais coerente “fechar as portas”.

referência