Colchão e travesseiro impróprios geram problemas, Sergio Cortes reporta detalhes

Utilizar colchões e travesseiros inadequados pode gerar uma série de problemas na coluna e nos ombros, além de causar até mesmo dor de cabeça. Por isso, a escolha e a utilização desses itens devem ser feitas de acordo com o tipo físico do usuário e sempre pensando no conforto.
É bastante raro encontramos alguém que nunca tenha sentido dores nas costas ou nos ombros, tanto é que os incômodos nessas partes do corpo lideram o ranking das causas de afastamento do trabalho no Brasil, segundo o Ministério do Trabalho. Contudo, o que a maioria das pessoas não percebe é que a causa dessas dores pode estar relacionada ao colchão e ao travesseiro que elas utilizam, já que se esses itens não forem utilizados da maneira mais adequada, podem gerar uma série de problemas. Por isso, o Dr. Sergio Cortes, médico ortopedista, reporta abaixo alguns detalhes sobre esse assunto.
O primeiro ponto que merece atenção é o conforto do colchão utilizado. Segundo o que dizem os especialistas em ortopedia e os neurocirurgiões especializados em coluna, além de ser adequado ao tipo físico do usuário, o colchão tem que proporcionar conforto independentemente da posição do corpo. Ou seja, mesmo que a pessoa mude de posição várias vezes durante a noite, o colchão tem que deixar todo o corpo sempre relaxado de maneira uniforme, sem que nenhuma parte tenha que suportar mais peso e, consequentemente, começe a sofrer incômodos.
Nesse sentido, o Dr. Sergio Cortes reporta que aquela velha história de que pessoas que têm problemas na coluna devem utilizar colchões mais duros é apenas um mito. Na verdade, o ideal é que o corpo fique disposto sobre o colchão de maneira que nenhum local concentre maior contato e fique sobrecarregado.
Quando isso não acontece, é normal que, ao passar dos dias, as costas comecem a sofrer as consequências desse esforço desnecessário realizado por alguns pontos do corpo, o que pode gerar graves problemas, lembra Sergio Cortes. Por isso, diante de qualquer incômodo, mesmo que pontual, o mais indicado é procurar um médico para receber um diagnóstico preciso e fazer as alterações necessárias, seja na postura ao dormir ou no colchão utilizado.

 

Já em relação ao travesseiro, Sergio Cortes cita que uso impróprio desse item pode causar problemas nos ombros e no pescoço e até gerar dor de cabeça. No entanto, a boa notícia é que apenas alguns ajustes na altura do travesseiro já podem eliminar completamente esses problemas.
Como é de se imaginar, as dores no pescoço, nos ombros e na cabeça que estão relacionadas ao uso inadequado do travesseiro ocorrem porque, quando ele está muito baixo ou muito alto, esses locais ficam muito tempo em uma posição de inclinação que gera desconforto, sendo que no caso da cabeça, até mesmo a circulação sanguínea pode ser prejudicada pela posição inadequada, o que também gera problemas.

 

Dessa forma, Sergio Cortes reporta que o mais indicado é acomodar o pescoço no travesseiro de forma que ele fique em alinhamento com a coluna. Assim, para pessoas que se deitam de lado, posição que é a mais indicada pelos médicos, o travesseiro deve ser alto o bastante para que seja possível formar um ângulo de 90 graus com o ombro, já que quando isso acontece, as costas não sofrem nenhum tipo de impacto.