Chinês constrói e se casa com mulher-robô

Resultado de imagem para Chinês constrói e se casa com mulher-robô  Yingying

Quando o assunto é robô, uma das primeiras coisas que nós vem a cabeça é o quanto poderemos ser substituídos pela inteligente artificial. Isso já tem ocorrido em diversas áreas de trabalho, onde foram extintas algumas profissões para dar lugar a automatização. Mas e se um dia a inteligência artificial for capaz de substituir até mesmo um parceiro amoroso? Parece esquisito pensar nisso, mas um chinês especialista no assunto virou notícia ao se casar com um de seus inventos robóticos.

O engenheiro Zheng Jiajia, foi muito além na paixão pela inteligência artificial ao construir sua própria parceira amorosa. Aos 31 anos, o chinês casou-se na cidade de Hangzhou, localizada na China, na companhia de alguns amigos, parceiros da universidade e de sua mãe. O informe foi feito pelo site Sina.com, logo após o ocorrido.

Evidentemente, não há nenhuma legalidade no casamento realizado entre os dois. No entanto, toda a cerimônia do casamento foi praticamente igual a qualquer outra, com banquete espetacular para os convidados, presentes de casamento para os noivos, e até mesmo o tradicional véu vermelho da noiva. Os costumes chineses de casamento, foram preservados durante a cerimônia de casamento do engenheiro chinês e da mulher-robô.

Zheng criou a mulher-robô em 2016, e a chamou de Yingying. Porém, somente nos últimos dois meses que eles passaram a se relacionar. O engenheiro passou bastante tempo sem ter nenhuma namorada, por isso teve a ideia de criar a sua própria esposa. Segundo o chinês, ele optou por criar uma esposa robô após sofrer uma grande pressão por parte de seus amigos e de sua família para que se casasse.

A diferença populacional entre os dois sexos, feminino e masculino na China, pode ser a razão pela qual Zheng não conseguiu encontrar a parceira ideal para casar-se. Desde a implementação da Política do Filho Único (implementada para manter o controle populacional do país), existem mais homens do que mulheres na China. Não é que nascem menos mulheres, o que acontece é que o aborto seletivo fez com que o sexo feminino diminuísse, por causa da preferência dos pais por um filho homem. Os dados relatados pelo Fórum Econômico Mundial, revelou que há 100 mulheres chinesas para cada 113,5 homens chineses. Isso revela que, muitos homens não encontrarão uma mulher no país para casarem.

O engenheiro chinês afirmou que sua esposa robô e capaz de falar por meio de uma conexão entre ela e um computador com dados armazenados de textos e arquivos de áudio. Além disso, sua esposa também consegue reconhecer fotografias e objetos. A sua limitação fica por meio da locomoção, com 30 quilos, a esposa robô é carregada pelos braços de Zheng. Ele afirma que pretende resolver esse problema de locomoção rapidamente.