As cinco estradas mais perigosas do planeta

No mundo existem estradas excelentes, facilitando a vida de quem passa por elas. Mas também são encontradas incontáveis estradas em péssimas condições, fazendo com que esses motoristas usem toda a sua experiência ao volante . Algumas estradas encontradas em diversas regiões do mundo, apresentam inclusive grandes riscos de acidentes fatais, para aqueles que se arriscam a passar por elas. Algumas das estradas mais perigosas encontradas no mundo foram:

Estrada Yungas do Norte, na Bolívia – Essa é a mais perigosa estrada do planeta, sendo conhecida como  a Estrada da Morte.  Essa estrada possui uma extensão de quarenta milhas, ligando o país até a Floresta Amazônica. Mais de trezentas pessoas já morreram fazendo essa travessia. Com apenas dez pés de largura, ela não possui grades para a proteção dos carros, sendo mais perigosa ainda quando os motoristas se deparam com outros fatores, como chuva e poeira.

Estrada de Túnel Guoliang, na China – Esta estrada segue pela montanha até uma pequena aldeia no topo dela. Construída como um túnel na sua maior parte, ela possui algumas espécies de janelas para trazer mais claridade nos túneis. Como essa estrada é muito estreita, ela fica mais perigosa em épocas de chuvas, principalmente nas partes abertas da estrada.

Rodovia Halsema, nas Filipinas – Essa estrada apresenta diversos deslizamentos de barreiras e pedras, sendo que diversos ônibus passam por ela com velocidades acima do que é permitido, tornando ela ainda mais perigosa. Essa rodovia é quase toda sem pavimentação, o que faz com que ela em estações de chuva se torne intransitável e muito perigosa.

Estrada Taroko Gorge, em Taiwan – Essa estrada atravessa as montanhas e é muito perigosa por ser bem estreita. Quando desastres naturais, como tufões e terremotos acontecem nesse local, a estrada fica fechada.

Estrada Siberiana, na Rússia – Na estação de inverno, a estrada apresenta muito gelo e neve, já que essa região é a mais fria do planeta com exceção da Antártida. Essa estrada só pode ser transitada nos dois meses mais quentes do ano, já que ela fica congelada cerca de dez meses por ano, sendo muito perigoso passar por ela nesse período.