A grande transação da gestão de Luiz Carlos Trabuco Cappi na presidência do Bradesco

Luiz Carlos Trabuco Cappi assumiu o cargo de presidência do banco Bradesco em 2009. No entanto, o momento não era dos melhores para instituição financeira fundada por Amador Aguiar em 10 de março de 1943 – a companhia havia acabado de perder a liderança de mercado. O discurso, porém, era cauteloso. “A liderança em si não é um objetivo[…] Nosso objetivo é fazer o melhor trabalho nos municípios que atendemos. ”, manifestou Trabuco Cappi, na ocasião.

Com o tempo, contudo, veio a oportunidade – Luiz Carlos Trabuco Cappi teve, em agosto de 2015, a chance de colocar o banco novamente na briga pelas primeiras colocações no ranking de ativos, através da compra da filial brasileira do HSBC. E foi o que ele fez, a negociação foi feita por US$ 5,2 bilhões – o que, na época, equivalia a R$ 17,6 bilhões.

“Com o HSBC, conquistamos de uma vez o que demoraríamos cerca de seis anos para obter por meio do crescimento orgânico [ou seja, a melhora do desempenho interno da empresa]”, salientou Luiz Carlos Trabuco Cappi, na ocasião da compra.

O negócio foi aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no começo de junho de 2016. Em primeiro de julho do mesmo ano, o Bradesco anunciou ter pago R$ 16 bilhões na conclusão da compra de 100% das operações do HSBC no Brasil. Nesta época, o banco informou também que os clientes do HSBC Brasil continuariam a ser atendidos em suas agências de maneira habitual e passariam a contar com produtos, serviços e comodidades oferecidos pelo Bradesco.

Com a aquisição, a companhia presidida Luiz Carlos Trabuco Cappi assumiu, além de todas as agências e clientes, também todas as operações do HSBC no Brasil – incluindo varejo, seguros e administração de ativos.

Os benefícios da transação

Segundo o que informou o Banco Bradesco na época da conclusão da compra do HSBC e união das operações, a companhia fundada por Amador Aguiar teve um aumento de 15,9% em ativos – ou seja, R$ 175 bilhões, totalizando R$ 1,276 trilhão, encostando em seu maior concorrente na ocasião. Já a carteira de crédito do banco cresceu 15,4%, alcançando R$ 534,5 bilhões.

Sobre o presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi

O executivo nasceu em 6 de outubro de 1951 no município de Marília – mesma cidade de origem do Banco Bradesco. Ele é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH–USP) e pós-graduado em Sócio psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

Luiz Carlos Trabuco Cappi tem vasta experiência quando o assunto é Bradesco. O executivo começou a trabalhar na instituição financeira com apenas 18 anos, em 1969, e, lá, passou por todos os escalões de hierarquia. Em 1999, foi promovido a vice-presidente da companhia e em 2003 acumulou o cargo de chefe da Bradesco Seguros – o bom trabalho realizado na posição contou muito pontos a seu favor na disputa pela presidência da empresa, assumida em março de 2009.